gnothi seauton

Carrinho - 0
Total : 0,00 €
Your Cart is currently empty!
Product update
Coupon
add
AJAX loader
Coupon code invalid! Please re-enter!

O primeiro passo

Deixai minha Palavra se tornar viva em vós, pois unicamente isto pode vos trazer aquele proveito de que precisais, para que vosso espírito possa elevar-se às alturas luminosas dos eternos jardins de Deus. Não adianta nada saber da Palavra! E mesmo que possais saber de cor a minha Mensagem inteira, frase por frase, a fim de instruirdes a vós próprios e aos vossos semelhantes… não adiantará nada, se não agirdes de acordo, se não refletirdes no sentido da minha Palavra, e se em toda a vossa existência terrena não vos enquadrardes nela como sendo uma coisa natural, que se impregnou em vossa carne e em vosso sangue, e que não se deixa separar de vós. Somente assim podereis haurir os valores eternos de minha Mensagem, e o que ela contém para vós. Por suas obras deveis reconhecê-los! Estas palavras de Cristo, destinam-se antes de mais nada a todos os leitores da minha Mensagem! Por suas obras, quer dizer, por sua atuação, isto é, seus pensamentos, seus atos no quotidiano da existência terrena! Como atos se compreende também o vosso modo de falar e não apenas o vosso modo de agir, pois o falar é uma ação, que até agora tendes subestimado nos seus efeitos. A isso pertencem até mesmo os pensamentos. Os seres humanos estão acostumados a dizer que os pensamentos “não pagam taxas”. Com isso querem significar que não podem ser chamados a prestar contas terrenamente sobre pensamentos, porque estes se acham num degrau que as mãos do ser humano não alcançam. É por isso que muitas vezes brincam da maneira mais leviana com os pensamentos, ou, melhor dito, brincam em pensamentos. Trata-se, não raro, infelizmente, de brinquedo muito perigoso, na leviana suposição de que disso poderão sair indenes. Leia mais sobre o tema… O primeiro passo – Volume I Não adianta nada saber da Palavra! E mesmo que possais saber de cor a minha Mensagem inteira, frase por frase, a fim de instruirdes a vós próprios e aos vossos semelhantes… não adiantará nada, se não agirdes de acordo, se não refletirdes no sentido da minha Palavra, e se em toda a vossa existência terrena não vos enquadrardes nela como sendo uma coisa natural, que se impregnou em vossa carne e em vosso sangue, e que não se deixa separar de vós. Somente assim podereis haurir os valores eternos de minha Mensagem, e o que ela contém para vós. Por suas obras deveis reconhecê-los! Estas palavras de Cristo, destinam-se antes de mais nada a todos os leitores da minha Mensagem! Por suas obras, quer dizer, por sua atuação, isto é, seus pensamentos, seus atos no quotidiano da existência terrena! Como atos se compreende também o vosso modo de falar e não apenas o vosso modo de agir, pois o falar é uma ação, que até agora tendes subestimado nos seus efeitos. A isso pertencem até mesmo os pensamentos. Os seres humanos estão acostumados a dizer que os pensamentos “não pagam taxas”. Com isso querem significar que não podem ser chamados a prestar contas terrenamente sobre pensamentos, porque estes se acham num degrau que as mãos do ser humano não alcançam. É por isso que muitas vezes brincam da maneira mais leviana com os pensamentos, ou, melhor dito, brincam em pensamentos. Trata-se, não raro, infelizmente, de brinquedo muito perigoso, na leviana suposição de que disso poderão sair indenes. Leia mais sobre o tema… O primeiro passo – Volume I

Ler mais...O primeiro passo

culto

Culto

Culto deve ser o anseio tornado forma, para que algo inapreensível terrenamente se torne assimilável de algum modo ao sentido terreno. Deve ser o anseio tornado forma, mas infelizmente ainda não é assim, do contrário muita coisa deveria ter formas completamente diferentes, se tivessem surgido do próprio anseio.

Ler mais...Culto

o santo graal

O Santo Graal

Tudo quanto se esforça de baixo para cima tem que se deter no limiar da matéria, mesmo que lhe haja sido outorgado o que de mais elevado possa obter. Na maioria dos casos, porém, mesmo com as mais favoráveis condições preliminares, mal pode ser feita a metade desse caminho. Quão longo, no entanto, ainda fica o caminho para o verdadeiro reconhecimento do Santo Graal! Esse sentimento intuitivo da inacessibilidade se manifesta, por fim, nos pesquisadores. O resultado disso é que procuram conceber o Graal como sendo uma designação puramente simbólica de um conceito, a fim de lhe dar assim aquela altitude, cuja necessidade para tal designação sentem intuitivamente com acerto. Com isso, porém, na realidade, vão para trás, não para a frente. Para baixo, ao invés de para cima. Desviam-se do caminho certo já contido em parte nas composições poéticas. Somente estas deixam pressentir a verdade. Mas apenas pressentir, porque as elevadas inspirações e as imagens visionárias dos poetas na transmissão foram demasiado materializadas pela ativa participação do raciocínio. Deram à retransmissão daquilo que foi recebido espiritualmente uma imagem do ambiente terrenal contemporâneo, a fim de tornar o sentido de suas obras poéticas mais compreensível às criaturas humanas, o que apesar disso não conseguiram, porque eles próprios não puderam se aproximar do núcleo propriamente dito da Verdade.Assim foi dada de antemão uma base incerta para as ulteriores pesquisas e buscas; colocada com isso uma restrita limitação a cada êxito. Não é, portanto, de pasmar, que por fim somente se podia pensar em mero simbolismo, transferindo a libertação pelo Graal para o íntimo de cada ser humano. Leia mais sobre o tema… O Santo Graal – Volume II

Ler mais...O Santo Graal

O silêncio

Tão logo surja em ti um pensamento, trata de retê-lo, não o exponhas logo, porém nutre-o; pois ele condensa-se mediante a contenção no silêncio e ganha em forças, como o vapor sob compressão.  A pressão e a condensação geram a propriedade duma reação magnética segundo a lei de que tudo o que é mais forte atrai o fraco. Formas de pensamentos análogos serão através disso atraídas de todas as partes, seguradas, reforçando cada vez mais a força do próprio pensamento primitivo, e apesar disso atuam de modo que a primeira forma gerada se vá moldando, transformando-se e adquirindo formas variáveis por ação de outras desconhecidas, até atingir seu amadurecimento. Sentes tudo isso dentro de ti; todavia, julgas que isso resulta unicamente da tua própria vontade. Mas em coisa alguma dás inteiramente tua própria vontade, tens sempre junto algo alheio! Que te diz esse fenómeno? Que somente com a fusão de muitas partículas algo perfeito pode ser criado! Criado? Está isso certo? Não, mas sim formado! Pois realmente não há nada de novo a criar, trata-se em tudo apenas de um novo formar, visto que todas as partículas já existem na grande Criação. Cumpre apenas impulsionar essas partículas em direção ao caminho da perfeição, o que traz a fusão. Leia mais sobre o tema… O silêncio – Volume I

Ler mais...O silêncio

Autor do blog

   
O Círculo do Graal, livraria online, oferece uma gama de livros sobre a evolução do género humano, civilizacional e espiritual, abrangendo eras e comportamentos, civilizações e figuras marcantes da nossa História.

Alicerces de vida

Alicerces de vida reúne pensamentos extraídos da obra Na Luz da Verdade de Abdruschin.

consulte a loja...


Blog mais recente

A Palavra “infantil” é uma expressão que os seres ...

Os recursos naturais da terra estariam esgotados ...

Assim como a escuridão cobriu o Gólgota quando ...

Do Blog

Assine a nossa Newsletter
O seu mail nunca será fornecido a terceiros.
©2018 - Círculo do Graal - Todos os direitos reservados